Loading ...
Loading ...

Brazilian Journal of Technology, Communication, and Cognitve Science

The Social Communication, as a field of knowledge belonging to the area of Applied Social Sciences, expends continuous efforts in order to set up and comprehend the communicational scientific phenomena  from an inter and transdisciplinary perspective.  Thus, the scientific focus of the publication aims at the complexity of the relationship between science and technology and their cognitive impacts on human beings and society.
 
The proposal is scientifically following and understanding the paths taken by the technological evolution in the field of Social Communication, constructing theoretical and methodological tools in the researches, also adapting to the verification instruments developed in other fields of knowledge – in particular, in Cognitive Science.
 
Thus, it’s a field of deep scientific research, of transdisciplinary action and methods, in order to move forward in understanding how the information is absorbed, conveyed, and processed by the human sensorial system and mind/brain group.
 
 
Objectives of the publication
 
The computer can be taken as an important landmark in Science development. Before, the Natural Sciences and Human Sciences used the technology as an instrument or sometimes as a component of their models, but in general it was not taken into consideration that machines and mechanisms could primarily serve as models for organisms, agents or societies.
 
With the invention of computers, it did not take long for the Computer Science to appear, which is the fourth domain of human knowledge. It begins to take up the study and construction of knowledge related to architectures of computers, the algorithms that run on them, the logical-mathematical theory underlying the construction and analysis of algorithms, the study of problem-solving through algorithms and logical and philosophical foundations of computing.
 
The Science is an organized branch that efficiently studies the same generic object, i.e. the real world, whose components are labelled and analysed with the particularities of each area of knowledge, but which show characteristics and behaviours that can be properly analysed by merging knowledge and methods from each of the traditional areas in multi, inter, and transdisciplinary approaches.
 
Thus, particularly, the Social Communication, as a field of knowledge belonging to the Social Sciences area, performs continuous efforts to establish and understand, from the inter and transcidisplinary perspectives, the complexity of the relationship between science and technology, and their cognitive impacts in the society.
 
The Technology, Communication, and Cognitive Science Research Group (TECCCOG) believes that, in order to scientifically keep up with and understand the paths taken by technological evolution in the Social Communication area, it is necessary that the theoretical and methodological tooling in the researches in the field also adapt to the verification instruments developed in other fields of knowledge – in particular, the Cognitive Science.
 
There is no reason why Social Communication should not be inserted in this inter and transdisciplinary process of research and contribute to the development of a new field of understanding of communication phenomena through Neuroscience and Computer Science, for example.

Thus, it´s a field of deep scientific research, of transdisciplinary action and methods, in order to move forward in understanding how the information is absorbed, conveyed, and processed by the human sensorial system and mind/brain group..
 
When participating in the construction of connected digital technologies, the contribution of the Social Communication area is relevant to understanding how the human being cognitively processes the information acquired through the sensory impulses.
 
It is through the digital platform, or not, that several informative contents of social relevance and entertainment are produced and transmitted to TV viewers, readers, radio listeners and actors of connected digital technologies.
 
As the society unprecedentedly moves forward with the technological appropriation, it inevitably modifies its behaviour regarding the consumption of information. Therefore, understanding the several ways in which the information technologies are cognitively appropriated by individuals as well as the way they interact with new ways of consuming information through their sensory impulses, is and will certainly be among one of the greatest challenges for researchers in these areas.
 
Thus, it is fundamental for area that many existing theories and hypotheses may be confronted with consolidated transdisciplinary scientific methodologies by the scientific community, allowing the Social Communication to be strengthened as the major area in the so-called "Big Science".
 
Accordingly, the multidisciplinary editorial board encourages the elaboration of scientific papers that include the integrated view of these areas of knowledge in one or more of perspectives indicated below:
 
 
·         Digital Technologies, cybernetics, and Cognitive Science
 
·         Social Communication and Neuroscience; social neuroscience
 
·         Communication, cognition, and software studies
 
·         Cognitive Processes and Social Communication Technologies
 
·         Digital Technologies and interactivity
 
·         Social Communication and representation of reality
 
·         Computer Systems of recommendation and reputation
 
·         Social studies of science and technology
 
·         Philosophy of Technology
 
·         Other appropriations

-----------------------

A Comunicação Social, enquanto campo do conhecimento pertencente à área das Ciências Sociais Aplicadas, dispende contínuos esforços no sentido de estabelecer e compreender os fenômenos científicos comunicacionais sob uma perspectiva inter e transdisciplinar. Assim, o foco científico da publicação mira a complexidade das relações entre ciência e tecnologia e os seus impactos cognitivos no ser humano e na sociedade.

A proposta é acompanhar  e compreender cientificamente os caminhos trilhados pela evolução tecnológica no campo da Comunicação Social, construindo ferramentais teórico-metodológicos nas pesquisas na área, se adaptando também  aos instrumentos de verificação desenvolvidos em outras áreas do conhecimento – em especial, na Ciência Cognitiva.

É, portanto, um campo de profunda investigação científica, de ação e métodos transdisciplinares, para avançar na compreensão de como as informações são absorvidas, transmitidas e processadas pelo sistema sensorial e pelo conjunto mente/cérebro do ser humano.

 

Objetivos da publicação

O computador pode ser tomado como um marco importante no desenvolvimento da Ciência. Na era que o antecede, as Ciências Naturais e as Ciências Humanas utilizavam a tecnologia como um instrumento ou algumas vezes como um componente de seus modelos, mas em geral não se considerava que máquinas e mecanismos pudessem servir essencialmente de modelos para organismos, agentes ou sociedades.

Com a invenção dos computadores, não tardou o surgimento de uma Ciência da Computação, o quarto domínio do conhecimento humano.  Ela passa a ocupar-se do estudo e construção de conhecimento referente às arquiteturas de computadores, aos algoritmos que nelas são executados, à teoria lógico-matemática que fundamenta a construção e análise dos algoritmos, ao estudo da solução de problemas através de algoritmos e os fundamentos lógicos e filosóficos da computação.

A Ciência é um ramo organizado de modo a estudar eficientemente mesmo objeto genérico, que é o mundo real, cujos componentes são rotulados e analisados com as particularidades de cada área do saber, mas que apresentam características e comportamentos que cada vez mais só podem ser adequadamente analisados mesclando-se os conhecimentos e métodos de cada uma das áreas tradicionais em abordagens multi, inter e transdisciplinares.

Assim, particularmente, a Comunicação Social, enquanto campo do conhecimento pertencente à área das Ciências Sociais, vem dispendendo contínuos esforços no sentido de estabelecer e compreender, sob uma perspectiva inter e transdisciplinar, a complexidade das relações entre ciência e tecnologia, e os seus impactos cognitivos na sociedade.

O grupo de pesquisa Tecnologia, Comunicação e Ciência Cognitiva (TECCCOG) acredita que, para acompanhar efetivamente e compreender cientificamente os caminhos trilhados pela evolução tecnológica no campo da Comunicação Social, é necessário que os ferramentais teórico-metodológicos das pesquisas na área também se adaptem aos instrumentos de verificação desenvolvidos em outras áreas do conhecimento – em especial, à Ciência Cognitiva. 

Entende-se que não há razões epistemológicas para que a Comunicação Social não se insira neste processo inter e transdisciplinar de pesquisa e contribua para o desenvolvimento de novo campo de compreensão dos fenômenos comunicacionais, utilizando conhecimento científico gerado pela Neurociência e Ciência da Computação, por exemplo.

A contribuição do campo da Comunicação Social é relevante para que, ao participar da construção de tecnologias digitais conectadas, se entenda como o ser humano processa cognitivamente as informações adquiridas através dos impulsos sensoriais.

Pois é através das plataformas digitais, ou não, que diversos conteúdos informativos de relevância social e de entretenimento são produzidos e transmitidos aos telespectadores, leitores, radiouvintes e atores das tecnologias digitais conectadas.

À medida que avança sem precedentes a apropriação tecnológica por parte da sociedade, tal ato inevitavelmente modifica o comportamento destas quanto ao consumo de informações. Logo, compreender as diversas formas por meio das quais as tecnologias da informação são cognitivamente apropriadas pelos indivíduos, bem como o modo como estes interagem com novas maneiras de consumir informações, por meio de seus impulsos sensoriais, certamente está e estará entre um dos maiores desafios dos pesquisadores dessas áreas.

Portanto, o fundamental para área é que diversas, teorias e hipóteses vigentes possam ser confrontadas com metodologias científicas transdisciplinares consolidadas pela comunidade científica, possibilitando que a Comunicação Social se fortaleça como domínio importante na denominada “Big Science”.

Nesse sentido, o conselho editorial multidisciplinar encoraja trabalhos científicos que contemplem uma visão integrada dessas áreas do conhecimento sob uma ou várias das perspectivas abaixo assinaladas:

● Tecnologias digitais, cibernética e ciência cognitiva

● Comunicação social e neurociência; social neuroscience

● Comunicação, cognição e estudos de software

● Processos cognitivos e tecnologias de comunicação social

● Tecnologias digitais e interatividade

● Comunicação Social e representação da realidade

● Sistemas computacionais de recomendação e reputação

● Estudos sociais da ciência e tecnologia

● Filosofia da Tecnologia

● Tecnologias sociais/cognitivas

● Sistemas complexos e Comunicação Social

● Outras apropriações.

 


Journal Homepage Image

Brazilian Journal of Technology, Comunication, and Cognitive Science
Open Journal Systems Public Knowledge Project